o Cousa

Partilhar com todos os Fãs dos desportos motorizados, a experiência dos meus 30 anos por dentro do automobilismo de competição em On line, na minha cadeira de rodas.

A minha foto
Nome:
Localização: Gondomar, Porto, Portugal

Tenho duas colaboradoras excelentes neste meu singelo BLOG. Uma é Fotógrafa minha esposa RL KIKAS A outra minha colaboradora a nível de TRATAMENTO DE IMAGENS é minha querida noiva SL Vivian Acosta Rivera As duas o muito obrigado

quarta-feira, abril 11, 2007

RALLY DE PORTUGAL (Competição)



O actual tricampeão do mundo Sebastien Loeb/Daniel Elena no Citroen C4 deram um recital de pilotagem nas nossas especiais, ao vencer categoricamente o nosso rally, triunfando pela 31º vez um rally do campeonato do mundo. Assinalado o melhor tempo em 11 especiais e se dúvidas houvessem elas ficaram dissipadas com tamanha superioridade.
Não foram os pneus que ditaram esta superioridade de Loeb mas sim a souplesse de pilotagem do campeão do mundo, sempre muito puro nas suas trajectórias (a fazer-me recordar a estreia do Audi Quattro de Mikkola no Algarve em que o Audi com trajectórias puras parecia passar sobre carris já lá vão uns anitos).
Gronhom e Hirvonem no Ford Focus WRC pilotavam em slidpower para tentar agarrar o carro às especiais,difíceis de negociar, com curvas cegas lombas antes e depois das curvas, e com relevê ao contrario,logo com o cronómetro a jogar a seu desfavor.
Daniel Sordo foi uma sombra de si próprio, enquanto Peter Solberg no Subaru WRC foi uma desilusão pois as expectativas em relação ao carro eram muitas, tendo terminado o rally com falta de fiabilidade e competitividade.
O melhor classificado dos teams privados 6º lugar foi Jari-Matti-Latvala da Stobart M- Sport com um Focus 06( do ano passado ) fez uma prova digna de registo tendo aumentado a sua cotação no mercado de pilotos.
Armindo Araújo na estreia do WRC (Mitsubishi Lancer) foi o grande azarado deste rally ao despistar-se com a meta a vista, após um furo, quebrou o radiador, e foi o abandono, mas não desiludiu.
Na produção Flodini/Maria Andresson venceram o grupo, depois da desclassificação de Rui Madeira/Nuno Rodrigues da Silva no Mitsubishi Lancer alugado aos Espanhóis da AR Vidal, devido a um problema encontrado no turbo.
No JWRC o Suzuki Swift 1600S oficial, do Sueco Per-Gunnar Andersson venceu sobre o seu companheiro de Team Urmo Aava por uma margem mínima de 3.7 segundos.
O melhor Português Bruno Magalhães/Paulo Grave no Peugeot 207 S 2000 saiu vencedor ,sem antes ter partido uma transmissão na segunda secção da segunda etapa, mas ao abrigo do Super Rally voltou novamente à estrada no dia seguinte.
,José Pedro Fontes/Fanã no Punto S 2000 do Team Vodafone Opção 04 protagonizou um rally para esquecer tantos foram os problemas encontrados no Punto.
Na Challenge C2 R2 Armindo Neves/Filipe Serra do Team Central Auto StationMarché desferiram um rude golpe fatal na última especial do dia à dupla campeã Challenge C2 2006 Armando Oliveira/Pedro Barbosa tendo esta vitória um sabor muito especial, Paulo Antunes/Paulo Amorim concluíram o pódium.
PS: Lamenta-se o acidente de Armindo Araújo no Shakedown e os comentários menos felizes da organização, mas compreende-se perfeitamente, pois estavam todos preocupados com o veredicto da FIA em relação á continuação ou não da nossa prova vir a contar para o campeonato do Mundo de Rallys, faço votos que a mesma continue no nosso país, pois a nossa prova correu sempre bem, e o conceito do rally apresentado é a forma do futuro dos rallys mundiais, a generalidade dos pilotos adoraram as nossas especiais, desde toda a logística e organização a todos os níveis inerente a este, e para o ano há mais.
PS: Mais tarde o colégio de comissários da FIA decidiu dsclassificar os seis Focus da M-Sport, devido á espessurra dos vidros traseiros.Estando a classificação suspensa

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial