o Cousa

Partilhar com todos os Fãs dos desportos motorizados, a experiência dos meus 30 anos por dentro do automobilismo de competição em On line, na minha cadeira de rodas.

A minha foto
Nome:
Localização: Gondomar, Porto, Portugal

Tenho duas colaboradoras excelentes neste meu singelo BLOG. Uma é Fotógrafa minha esposa RL KIKAS A outra minha colaboradora a nível de TRATAMENTO DE IMAGENS é minha querida noiva SL Vivian Acosta Rivera As duas o muito obrigado

quarta-feira, novembro 22, 2006

MICHAEL SHUMMACHER E A SUA CARREIRA

Michael começou como quase todos os pilotos de F1 na escola de Karting, na sua terra natal Kerpen, Alemanha e desde muito jovem vence o campeonato do seu país.
Em 1989 ingressa na Formula 3 na Alemanha.
Ano seguinte e com a ajuda da Mercedes vai pilotar os Sport Protótipos, sendo seu companheiro de Team Karl Wendlingher na Sauber Petronas.
Em 1991 é convidado por Eddy Jordan para correr pela 1ª vez na F1 em Jordan e leva este vestuto a um sensacional 7º lugar final.
Na próxima corrida é convidado pela Benneton /Ford de Flávio Briattore, onde permanece até o ano de 95 com dois campeonatos de pilotos ganhos.
Ano 1996 entra na Ferrari e permanece até à sua retirada, o corrente ano (2006) em São Paulo no grande prémio do Brasil.
O trunfo de Shummy foi rodear-se de todos os meios técnicos e humanos, nomeadamente digníssimos senhores como: Ross Brawn, Jean Todt e Luca de Montezemolo, construindo um estatuto dentro da própria Ferrari.
Assim, com esta estratégia aniquilou todos os seus companheiros de Team, mas perdeu Carisma ao não ter que se confrontar com um piloto de armas iguais às suas. Isso sim é uma grande lacuna para um piloto com um palmarés invejável como Shummy mesmo vencendo mais cinco títulos na Ferrari e alcançando 91 vitórias e 68 pole position.
Virtudes e erros também os teve como o comum dos mortais, pois não olhava a meios para atingir os seus fins, pondo por vezes a sua integridade física em risco e a dos outros pilotos.
Recordo-me o ano de 94 ter batido com o Benneton na última corrida e atirado o seu carro propositadamente contra Damon Hill na Williams para vencer o campeonato do mundo. Efectua precisamente a mesma manobra com Jacques Villeneuve, não permite a ultrapassagem a Hakkinen na Bélgica tapando todos os buracos possíveis e imaginários mas Mika ultrapassa por fora na recta Kemmel e ainda como se não fosse suficiente estaciona o seu Ferrari em Rascasse no Mónaco simulando uma avaria para ninguém bater o seu tempo.
Feitos também os teve como ao despedir-se em grande no Brasil tendo um furo e cair para ultimo lugar, fez uma corrida de trás para a frente e conclui em quarto a poucos segundos de ir ao pódio.
Em 99 na Malásia após o seu acidente em Silverstone onde fracturou a perna, chegou viu e venceu.
Um piloto que vai ser recordado por longos anos, mais pelo seu palmarés, mas que não teve o carisma nem o respeito que os pilotos e os Fãs em todo mundo tiveram pelo malogrado Ayrton Senna da Silva.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial