o Cousa

Partilhar com todos os Fãs dos desportos motorizados, a experiência dos meus 30 anos por dentro do automobilismo de competição em On line, na minha cadeira de rodas.

A minha foto
Nome:
Localização: Gondomar, Porto, Portugal

Tenho duas colaboradoras excelentes neste meu singelo BLOG. Uma é Fotógrafa minha esposa RL KIKAS A outra minha colaboradora a nível de TRATAMENTO DE IMAGENS é minha querida noiva SL Vivian Acosta Rivera As duas o muito obrigado

quarta-feira, novembro 22, 2006

AYRTON SENNA DA SILVA


Ayrton nasce em S. Paulo no ano de 1960, é filho de uma família de média alta burguesia.
Aos seis anos de idade seu pai Milton oferece-lhe como presente de aniversário um karting e assim nasce um génio com o DNA para a alta roda da competição.
Inicia-se no campeonato de karting em seu país, sendo a próxima etapa o campeonato do mundo. Recordo o ano de 79 em que Senna vem correr ao Estoril e com todas dificuldades de carburação termina as últimas voltas com uma mão no volante e a outra no carburador, consagrando-se vice campeão apesar destas dificuldades.
Na Europa mais propriamente em Inglaterra pilota um Formula 3, é campeão.
No Brasil senta-se pela primeira vez ao volante de um Formula 1 para pilotar um Toleman Hart Turbo que se arrastava pelas pistas de todo mundo.
Em 1985 no Autódromo do Estoril corre com o Lótus Renault da John Player Special, faz a pole position à chuva, a volta mais rápida e vence a sua primeira corrida.
Posteriormente Ayrton pilotou para a Mclaren Honda na qual teve lutas de cortar a respiração com o seu amigo e rival de team Alain Prost.
Entre os demais pilotos referem-se Nigel Mansell e Nelson Piquet em que Senna teve que se bater por inúmeras vezes para lá dos limites com estes dois grandes pilotos e que em tom de desabafo verbalizava: “… hoje pilotei com a mão de Deus…”.
Termina a sua carreira na Williams Honda de Sir Frank Williams e no grande prémio de Imola na curva de Tamburelo de forma trágica e inexplicável embate contra um muro de betão terminando assim a sua caminhada por este mundo. Uma perda que enlutou todo o mundo mesmo aqueles que não gostavam de formula 1, uma perda do maior piloto de todos os tempos com um carisma, profissionalismo e garra de vencer muito acima de qualquer piloto.
Assim não será nunca para esquecer o seu palmarés em que após três campeonatos mundiais, quarenta e um triunfos e 65 poles position ao longo da sua carreira em Team´s com carros que marcaram uma década e uma geração.
Adeus Senna nunca serás esquecido

3 Comentários:

Anonymous Anónimo disse...

è realmente um grande piloto, acredito mesmo que o melhor de todos os tempos...
Penso que o sr. shummy apesar do seu palmarés não possui esse carisma que fala e que o senna tem e terá para todo o sempre.

Abraço

3:49 da manhã  
Anonymous Anónimo disse...

Parabens pela excelente postagem sobre o piloto Senna

5:10 da manhã  
Anonymous Ares disse...

Ainda me lmbro no dia em que num concerto da Tina Turner de quem o Ayrton era fâ, ela viu-o, chamou-o ao palco e cantou "Simple the Best". E os americanos mal ligavam á Formula 1. Tá tudo dito

6:52 da manhã  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial