o Cousa

Partilhar com todos os Fãs dos desportos motorizados, a experiência dos meus 30 anos por dentro do automobilismo de competição em On line, na minha cadeira de rodas.

A minha foto
Nome:
Localização: Gondomar, Porto, Portugal

Tenho duas colaboradoras excelentes neste meu singelo BLOG. Uma é Fotógrafa minha esposa RL KIKAS A outra minha colaboradora a nível de TRATAMENTO DE IMAGENS é minha querida noiva SL Vivian Acosta Rivera As duas o muito obrigado

sábado, junho 02, 2007

JOAQUIM MOUTINHO


Natural do Porto Joaquim Moutinho será aquele piloto que ficará na recordação dos Fãs como um ídolo do Norte por longos anos, pois era um piloto multifacetado gostava era de estar por trás de um volante, tanto corria em Rallys, como na velocidade (circuitos ou rampas) e sempre com excelentes resultados.
Inicia-se no Karting como vencedor, com 9 anos de idade na única pista de São Caetano em Vila Nova de Gaia, mas só obtêm licença desportiva aos 16 anos passada por Manuel Spratley do ACP.
No seu primeiros ano de estreia nos Rallys inicia-se com um Datsun 1200 no rally do Académico tendo como navegador Edgar Fortes alcançando um 4º lugar á geral.
Participa pela equipa Arbo em Opel Kadett GTE, acompanhado de Pina de Morais, com alguns abandonos devido a falta de fiabilidade do carro.
Muda-se de team, Lopes Correia, em Opel Kadett GTE, e Proloco com um Ford Escort RS 2000 mas sem grandes feitos, mas novamente á falta de fiabilidade dos carros.
Assina com o Team de João Anjos Miura / Camac em Escort RS 2000 na época de 1981 mas sem resultados devido há má preparação do carro tem várias desistências.
Adquire o Porche da Diabolique ao Dr. Miguel Oliveira ( ex. José Gonçalves)sem conseguir terminar os cinco rallys em que participou,
Corre também com um Opel Ascona de Grupo 1 tendo sempre a seu lado Pina de Morais.
Chega a ser piloto oficial na Austin de J.J. Gonçalves onde participa com um Austin 1750 tendo como co-piloto Edgar Fortes.
Um carro que não lhe deixou grandes saudades, por falta de competitividade.
Vence o troféu Datsun 1200 e participa no Troféu Austin Mini, corre com o Opel Commodor de grupo1.
Assina pelo no Team Salvador Caetano com o Toyota Starlet de Grupo B 1 o qual venceu belas corridas juntamente com seu colega de Team, o malogrado Manuel Fernandes, sem várias polémicas entre eles e o próprio Team Salvador Caetano.
Participa com o Porche Aurora grupo 5 patrocinado pela Miura / Ciprac de João Anjos, preparado na garagem Aurora de Mestre Eduardo.
Com corridas memoráveis em Vila do Conde ( bate o recorde deste circuito com um tempo canhão 1 m 03,30s com António Barros piloto do mesmo Team, e Roberto Giannone também em Porche Carrera RSR dos irmãos Almerás,( França) e Tino Pereira, no Detomazo Pantera, recordo as lutas de então memoráveis que estes pilotos tinham em Vila do Conde de pôr os espectadores de pé até o final das mesmas no Grupo B, 2 3 4 5 a cima de 1300cc conquistando o campeonato nacional de velocidade, com o Porche Miura/ Ciprac, após 11 anos entre rallys e velocidade.
Participou numa corrida de Stock-Cars a convite de Pêquêpe com um excelente resultado.
No ano de 1983 Moutinho regressa aos rallys com um Renault 5 Turbo” Cevennes” da Recar, Ex. Manuel Gomes Pereira, tendo a seu lado Pedro de Almeida.
Os anos de 85/86 elevam-no a campeão nacional de rallys com o Renault 5 turbo Tour de Corse oficial da Renault Galp" NG-81-41 O amarelinho" portuguesa tendo como team manager Margarida Maia Loureiro, alcançando 15 vitórias em rallys ao longo da sua carreira acompanhado pelo seu navegador Edgar Fortes.
Vencendo o rally de Portugal á geral após o infeliz acidente de Joaquim Santos no RS 200 da Diabolique na Lagoa Azul.
Moutinho um piloto que ficará na história dos rallys em Portugal como um grande senhor do desporto motorizado.
OBRIGADO JOAQUIM MOUTINHO

3 Comentários:

Blogger Bruno disse...

Chamo-me Bruno Mineiro, e nasci em 1972.
Quando Joaquim Moutinho foi Campeão Nacional de Ralis a primeira vez, teria eu uns 14 ou 15anitos. Mas a admiração por este Senhor era tal, que me fazia devorar o Autosport de ponta a ponta, sempre à espera de mais uma vitória.
Hoje com 37 anos, continuo a admirar a sua condução tão suave quanto rápida, e o seu perfil sempre humano, que continua a marcar gerações.
Joaquim Moutinho, está no mesmo patamar de um Walter Rohrl, ou de um Markku Alen.
OBRIGADO, JOAQUIM MOUTINHO!

9:58 da manhã  
Blogger Bruno disse...

Chamo-me Bruno Mineiro, e nasci em 1972.
Quando Joaquim Moutinho foi Campeão Nacional de Ralis a primeira vez, teria eu uns 14 ou 15anitos. Mas a admiração por este Senhor era tal, que me fazia devorar o Autosport de ponta a ponta, sempre à espera de mais uma vitória.
Hoje com 37 anos, continuo a admirar a sua condução tão suave quanto rápida, e o seu perfil sempre humano, que continua a marcar gerações.
Joaquim Moutinho, está no mesmo patamar de um Walter Rohrl, ou de um Markku Alen.
OBRIGADO, JOAQUIM MOUTINHO!

9:59 da manhã  
Blogger Bruno disse...

Chamo-me Bruno Mineiro, e nasci em 1972.
Quando Joaquim Moutinho foi Campeão Nacional de Ralis a primeira vez, teria eu uns 14 ou 15anitos. Mas a admiração por este Senhor era tal, que me fazia devorar o Autosport de ponta a ponta, sempre à espera de mais uma vitória.
Hoje com 37 anos, continuo a admirar a sua condução tão suave quanto rápida, e o seu perfil sempre humano, que continua a marcar gerações.
Joaquim Moutinho, está no mesmo patamar de um Walter Rohrl, ou de um Markku Alen.
OBRIGADO, JOAQUIM MOUTINHO!

9:59 da manhã  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial