o Cousa

Partilhar com todos os Fãs dos desportos motorizados, a experiência dos meus 30 anos por dentro do automobilismo de competição em On line, na minha cadeira de rodas.

A minha foto
Nome:
Localização: Gondomar, Porto, Portugal

Tenho duas colaboradoras excelentes neste meu singelo BLOG. Uma é Fotógrafa minha esposa RL KIKAS A outra minha colaboradora a nível de TRATAMENTO DE IMAGENS é minha querida noiva SL Vivian Acosta Rivera As duas o muito obrigado

quinta-feira, janeiro 04, 2007

DAKAR EM MOTOS


Nas duas rodas a KTM 660 Rally mais pequena, mais leve oito kg e com uma nova ciclística não tem adversários estando mais perto da recordista Yamaha com oito vitórias.
A marca Austríaca confirmará o seu sétimo triunfo consecutivo este ano, falta saber se será com o Team Repsol constituída por pilotos Espanhóis ou a Gauloises com os Franceses. Não esquecendo a outsider Red Bull KTM do americano Chris Blais quarto lugar ano passado.
Inovação este ano é a utilização de um colar cervical para os pilotos desenvolvido pelo médico Sul Africano Chris Leatt.
Do Team Repsol o vencedor do ano passado sem ganhar uma única etapa foi Marc Coma sendo este o favorito. A defender o título, Marc com um perfil psicológico extremo, “muito frio e calculista” encontra-se motivado tendo vencido a Taça do Mundo.
Giovani Sala Italiano cinco vezes campeão de enduro será um piloto muito rápido e uma mais valia para a Repsol.
Jordi Viladoms é a jovem esperança do Team ocupando o lugar do Chileno Carlo de Gavardo.
No Team Gauloises Cyril Després espera-se a vingança face ao ano passado em que após ter tido uma queda provocando-lhe a luxação na clavícula e mesmo diminuído fisicamente vence quatro etapas e termina no excelente segundo lugar. Bom a navegar, muito consistente e com um verdadeiro espírito do Dakar Cyril é talvez o piloto que vai vencer esta maratona.
Esteve Pujol muito rápido mas inconstante será o aguadeiro de Després, nunca o perdendo de vista. O outro aguadeiro da formação dirigida por Eric Bernard será Frans Verhoeven. David Casteau será um suporte ao seu chefe de fila Cyril.
David Frétigné na Yamaha 450F Motor France de duas rodas motrizes será um outsider de respeito como tem provado nos últimos quatro anos ao vencer algumas etapas, mas longe de vir a vencer por ter uma moto menos potente que as KTM. Ausina Amparo primeira mulher Espanhola a terminar a maratona de moto irá fazer parte desta formação.
Hélder Rodrigues da Vodafone nono lugar à geral e vencedor nas 450, foi eleito o Rookie do ano 2006 sendo a nossa maior esperança nesta maratona. Inscrito numa Yamaha WR 450F do Team Bianchi Prata Competições da Vodafone tem como meta vencer novamente a classe e terminar nos cinco primeiros ente Team´s de fábrica. Garra e perfil não lhe faltam assim esteja a estrelinha da sorte ao lado dele.
Paulo Gonçalves irá lutar para a classe 450cc numa Honda CRF 4850 X Europe Repsol, a ambição do piloto de Esposende é entrar nos dez primeiros e subir ao pódium na classe, não esquecendo o ano passado em que este permaneceu cinco dias entre os dez primeiros.

1 Comentários:

Blogger stationmarche disse...

Os "motards" encarnam o verdadeiro espirito do Dakar e são sem sombra de dúvida os "últimos grandes aventureiros " desta mítica prova.
Quem já andou de moto poderá ter uma ideia do que será fazer 9000 kms em condições nalguns caso verdadeiramente EXTREMAS, quer a nivél fisico, ou mesmo a nivél psicológico.
Para eles aqui vai a minha homenagem (Ás vezes as saudades de dar umas voltas aindam me assombram o espirito).
Um abraço e continue com as suas interessantes crónicas.
Saudações desportivas
Armindo Neves

6:13 da manhã  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial